• Quando Carranca Redondo aprendeu a contornar as curvas

    Quando Carranca Redondo aprendeu a contornar as curvas

    Quando José Carranca Redondo começou a publicitar o Licor Beirão, afixando cartazes e pintando painéis à beira da estrada, deu um passo decisivo no rumo de sucesso da marca mas arranjou vários problemas com a Junta Autónoma de Estradas, que o levou a tribunal 94 vezes. Tudo porque a marca escolhia lugares estratégicos para colocar os painéis publicitários, o que lhe valia sucessivas...
  • O Beirão que cacarejava como a galinha

    O Beirão que cacarejava como a galinha

    No dia 11 de Março de 1940, recorrendo ao dinheiro que tinha conseguido juntar com a atividade de vendedor de máquinas de escrever da Remington - onde o jovem ganhou o prémio de melhor vendedor a nível nacional – José Carranca Redondo comprou a fábrica (e o segredo) do Licor Beirão. Ao investir todas as suas poupanças - doze contos – nisso, o...
  • O bom gosto de (saber) servi-lo!

    O bom gosto de (saber) servi-lo!

    Para além de ter estado sempre à frente do seu tempo na forma como veiculava a comunicação e as mensagens que queria associar ao Licor Beirão, José Carranca Redondo sabia transportar esse arrojo e irreverência para os próprios conteúdos. Em 1951, no contexto de grande contenção e moralidade que atravessava o país, o Licor Beirão arriscou fazer um cartaz publicitário que tinha como...
Carrinho cart 0
You have successfully subscribed!